quarta-feira, 28 de março de 2018

Como as empresas são financiadas? Entenda aqui o processo completo

Como financiar uma empresa é algo que se perguntam muitos empreendedores na hora de começar seu negócio. Hoje escolhemos falar de como são financiadas as empresas em nossa série de Conceitos de Economia.

O financiamento da empresa aparece no balanço no lado do passivo e do líquido. Deste modo, podemos classificar a financiamento de curto e longo prazo, sendo a mais longo prazo, um financiamento praticamente permanente.


Normalmente considera-se financiamento a curto prazo, aquela que devemos pagar em menos de um ano, enquanto que consideraremos a longo aquela que temos de pagar em um ano ou mais tempo. Desse modo, ordenado a curto e a longo prazo, temos as seguintes posições que financiam a empresa no Passivo, ou seja, o financiamento de que devemos retornar.

Os fornecedores, é comum que as mercadorias que a empresa vai vender ou transformar não sejam pagas imediatamente, mas que sejam pagas a curto prazo. Há empresas que pagam as contas para 30, 60 ou 90 dias.

Adiantamentos de clientes, trata-se de quantidades que nos entregam os clientes a conta de serviços ou fornecimento de bens.

Empréstimos a curto prazo, trata-se de empréstimos que temos pedido a curto prazo ou de empréstimos a longo que vencem em menos de um ano. Também é comum que as empresas tenham uma política de crédito que podem tomar emprestado o dinheiro de uma forma mais simples. Também se podem pedir empréstimo às instituições financeiras usando faturas ou letras de câmbio como garantia.

Contratos de leasing e similares, são contratos através dos quais uma empresa adquire um ativo (máquinas, veículos, computadores...) exercendo uma opção de compra sobre o aluguel que tem feito.
Empréstimos a longo prazo, incluindo hipotecas sobre bens móveis (um avião, por exemplo) ou imóveis. Também incluiríamos aqui os subsídios que têm de devolver à administração pública.
Bônus, as grandes empresas podem emitir bônus que produzem um interesse acordado. Costumam ser habituais nos mercados financeiros.

Obrigações convertíveis, trata-se de bônus que podem ser convertidos em ações, com o tempo, se assim o desejarem os proprietários. Se não, os proprietários podem optar por levar dinheiro.

quinta-feira, 1 de março de 2018

As 14 razões pela qual as mulheres perdem mais cabelo do que deveriam - Fique de olho!

Antes de pensar em possíveis tratamentos que palien a queda do cabelo há que descobrir por que ele cai. Depois, haverá que ver como resolver esse problema.


1. O estresse físico e emocional


Os traumas físicos, por exemplo, por causa de um acidente ou alguma doença, e o estresse emocional costumam ser causas de perda de cabelo. Neste caso, geralmente não é necessário nenhum tratamento, pois na maioria dos casos se resolve com o passar do tempo.


2. Após o parto


A queda de cabelo relacionada com a gravidez é muito comum depois do nascimento do bebê, por causa de alterações hormonais. É considerado normal e o cabelo volta a sua forma natural depois de alguns meses.


3. Um excesso de vitaminas


Tomar um excesso de suplementos vitamínicos pode fazer cair o cabelo. O consumo excessivo de algumas, como a vitamina a, pode causar alguns distúrbios capilares, entre os quais está a queda de cabelo.


Para resolver o problema, basta parar o consumo de vitamina A e o corpo vai se recuperar normalmente.


4. Falta de proteína


Se não há suficiente de proteína em sua dieta, o corpo para salvar a sua utilização, reduzindo a produção de cabelo. Isso ocorre normalmente 2 a 3 meses após a redução da ingestão de proteínas.

Resolver este problema é tão simples como incluir em sua dieta alimentos ricos em proteína, como carne, peixe e ovos.

5. A genética


A chamada alopecia androgênica (AGA) é a manifestação feminina da calvície comum em homens, que se transmite através dos genes do pai. Em tais casos, o uso de medicação normalmente ajuda.

6. Os hormônios


Ao igual que no caso de hormônios na gravidez, alterar a pílula (ou deixar de tomá-la) também pode causar a queda capilar. As alterações hormonais da menopausa também podem ter o mesmo efeito.


Em tais casos, o melhor é conversar com seu ginecologista sobre o melhor método contraceptivo para si ou sobre os tratamentos hormonais específicos que você pode precisar.


7. A anemia


1 de cada 10 mulheres de 20 a 50 anos sofrem de anemia por deficiência de ferro. Esta é uma causa comum de perda de cabelo e muito fácil de resolver. Com uma análise pode-se detectar o problema, e simplesmente tomando suplementos de ferro se reduzirá a queda.


8. O hipotireoidismo


Quando a glândula tireóide não está secregando suficientes hormônios (hipotireoidismo), pode contribuir para a perda de cabelo. Nestes casos, o médico pode realizar testes para detectar o efeito, e prescrever a medicação adequada.

9. A deficiência de vitamina B


Embora não seja o mais comum, a deficiência de vitamina B pode ser a causa. O problema pode ser resolvido com suplementos de vitamina B e mudanças na dieta. Esta vitamina pode ser encontrada na carne, peixe, produtos hortícolas...


10. Sistema auto-imune


A alopecia areata é um problema de saúde que resulta em áreas circulares de perda de cabelo que pode resultar em calvície total.

Geralmente é causada por uma resposta auto-imune do corpo exagerada. O sistema imune vê o cabelo como um corpo estranho e ataca e destrói, por engano, o tecido corporal saudável.

Outras doenças auto-imunes, como o lúpus também podem ser a causa. São utilizados injeções de esteróides para resolvê-lo, mas o curso da recuperação é imprevisível.

11. A perda de peso repentina


A rápida perda de peso provoca stress físico, mesmo que esta perda de peso tenha sido saudável para o corpo. O corpo nota-se uma falta de vitaminas ou minerais e repercute na saúde capilar.


Também pode ser sinal de um distúrbio alimentar, como anorexia ou bulimia. Este tipo de perda geralmente se resolve em torno de 6 meses depois de corrigir essa falta de nutrientes.

12. Síndrome do ovário policístico


A síndrome do ovário policístico é um desequilíbrio entre os hormônios masculinos e femininos. O excesso de hormônios masculinos, pode dar origem a cistos nos ovários, aumento de peso, entre outras coisas, incluindo a perda de cabelo.

13. Antidepressivos e outros medicamentos


Alguns medicamentos podem causar a perda do cabelo. Os mais comuns são os anticoagulantes, mas também o ibuprofeno e alguns medicamentos para a ansiedade mental. Se é o seu caso, converse com seu médico para tentar resolver o problema.

14. Envelhecimento


Com o passar dos anos, é muito comum notar a perda de cabelo em mulheres entre os 50 e 60 anos. Não se sabe a causa, pelo que não se recomenda tratá-lo medicamento.

5 principais causas da queda do cabelo - Você não vai acreditar na 2!

A alopecia é o mesmo que perda e queda de cabelo. Uma mulher saudável perde cerca de 150 cabelos por dia. Quando há áreas que têm menos cabelo na cabeça significa que nos está a cair mais cabelo do que está a crescer. Quais são as causas?

A melhores coisas para fazer até aqui também é comidas para queda de cabelo, porque, as vezes quando o corpo não está saudável seria normal como uma reação a perda dos fios, assim como enfraquecimento geral da saúde e do sistema imunológico.



1-Menopausa: deve-Se a alterações hormonais. Algumas mulheres também podem notar algumas diferenças quando houver a menopausa.

2-Estresse: diminui o nosso mecanismo de defesa, e isso faz com que o organismo redirecione o nosso sistema imunológico a outras coisas e faça com que o cabelo não cresça mais. A melhor forma nestas situações é tentar ao máximo adotar uma rotina de vida simples, menos agitada e com muito mais saúde, principalmente na escolha dos alimentos que você coloca no prato.

3-Contraceptivos: os medicamentos podem causar queda de cabelo, o mesmo serve para quem usa outros tipos de remédios controlados tais como o antidepressivos, ansiolíticos e remédios para controle de diabetes.

4-Parto: vinte dias após o parto há uma queda significativa de cabelo. É reconhecido medicamente como eflúvio telógeno. Durante a amamentação também é muito comum entre as mulheres, devido a perda excessiva de nutrientes por meio do aleitamento.

5-Hipotireoidismo: quando a tireoide não funciona bem, a atividade metabólica diminui e o cabelo começa a cair. Não é somente o cabelo que fica fraco, mas existe também a perda de peso e enfraquecimento das unhas como um todo. A pele fica mais pálida.

Além disso a queda de cabelo é um sinal geral para o corpo de que existe problemas de saúde sérios, tais como a anemia e tantas outras situações desagradáveis.